top of page

Missão América do Sul chega à Colômbia com boas perspectivas de negócios


A missão América do Sul, ação multissetorial da Apex-Brasil que visa promover a ampliação do fluxo comercial entre o Brasil, Colômiba e Peru, inicia hoje sua etapa colombiana.

Na agenda desta segunda-feira (29) está prevista a participarão dos empresários brasilerios no seminário “Como fazer negócios na Colômbia” e visitas a compradores locais.

Na capital peruana, os 52 empresários dos setores de casa e construção; alimentos e bebidas; higiene e cosméticos; e máquinas e equipamentos participaram de seminários sobre a economia peruana e suas oportunidades para produtos brasileiros.

Além disso, estiveram em rodadas de negócios com potenciais compradores peruanos e fizeram visitas setoriais a lojas, empresas e indústrias de seus setores, para conferir como os produtos são exibidos nas lojas, tipo de empacotamento, estratégia de ponto de venda. Tudo isso vai ajuda-los a definir a melhor estratégia de entrada no mercado local.

Atualmente existem 60 empresas brasileiras operando no Peru, um mercado com 30 milhões de habitantes e que ainda compra poucos produtos brasileiros. Matchmaker da missão, Alberto Inocente explicou aos empresários brasileiros as características negociais e comportamentais de seus pares peruanos e se disse impressionado com a grande oferta brasileira: "Sempre compramos da Ásia e outros continentes. Parece que Peru e Brasil estavam de costas um para o outro. Estou seguro que a realização desse tipo de missão vai mudar esse panorama".

Para coordenador de promoção de negócios, Rafael Prado, a missão organizada pela Apex-Brasil tem grande importância na rota da promoção comercial deste ano. “Essa estratégia de promoção vem acontecendo desde 2010 com resultados positivos para as empresas brasileiras. Peru e Colômbia são as duas economias que mais se desenvolvem na América do Sul, com um percentual de crescimento de 4% a 5% ao ano para ambos os países. Neste momento, é essa fortaleza de ritmo econômico que nos interessa”, explica Rafael.

Na última missão aos dois países foram gerados US$ 58 milhões em negócios. Segundo Rafael, para essa edição são esperados negócios da ordem e US$ 65 milhões. Para ele, a ação também é uma forma de abrir uma oportunidade para empresas que estão sofrendo com a crise do mercado interno. “Entendemos que a exportação é uma forma de pulverizar o risco das empresas, e a missão Peru-Colômbia é um boa oportunidades para abertura desse processo”, diz.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page