Roberto Jaguaribe: “Participação do Brasil no MicSul ampliará a circulação dos produtos e profission

Os 61 empreendedores selecionados pela Apex-Brasil e Ministério da Cultura para participar da 2ª edição do Mercado de Indústrias Culturais do Sul (MicSul) começam a participar, nesta quarta-feira (5/10), em São Paulo, das oficinas de capacitação para o evento.

O Micsul é o principal encontro regional voltado a mercados culturais e criativos da América do Sul e será realizado em Bogotá entre os dias 17 e 20 de outubro. O Brasil estará no evento com empresários de seis setores das indústrias culturais: audiovisual, livro e leitura, música, artes cênicas, videogames e design (incluindo a moda).

Para o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, a participação brasileira no evento integra a estratégia de consolidar a imagem do Brasil no exterior como um país que oferece ao mundo produtos e serviços criativos e diversificados. "A ida dos empreendedores brasileiros para o MicSul vai contribuir para induzir investimentos no aprimoramento da produção para novos mercados e para ampliar a circulação de artistas e outros profissionais da cultura no exterior ".

Segundo Jaguraibe, os produtos e serviços desses setores se caracterizam por refletir a criatividade e a capacidade de diálogo e interação que o Brasil desenvolveu ao longo de sua história. “Esses produtos são frutos da incorporação de culturas diversas em sua formação. Utilizam linguagens que são, ao mesmo tempo, regionais e universais, capazes de criar conexões com diversos públicos”, explica.

Clique aqui para ler mais sobre a participação brasileira no MICSUL

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo